Notícias e Artigos

Fenearte mostra o potencial da economia criativa no Brasil

DATA: 07/07/2017

Expectativa é movimentar R$ 5 milhões em negócios na maior feira de artesanato da América Latina

A valorização de negócios em torno de ideias inovadoras será destaque durante a participação de pequenas empresas da economia criativa na 18ª Fenearte, considerada a maior feira de artesanato da América Latina. O evento começa nesta quinta-feira (6) e vai até 16 de julho, no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda, e contará com criações artesanais do Brasil e do mundo. A estimativa de negócios é de R$ 5 milhões, gerados a partir de mais de 600 encontros, promovidos pelo Sebrae durante a feira.

"Além do tradicional apoio ao artesanato brasileiro, vamos dar ênfase à economia criativa como cadeia de valor que movimenta uma significativa rede de negócios em torno da criatividade e da inovação", diz a diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes. Segundo ela, a economia criativa tem muito potencial de crescimento no Brasil, assim como já ocorreu no Reino Unido e na Austrália. "Por isso, é importante perceber que os valores agregados por esse segmento são crescentes. Estamos expandindo nossos horizontes nessa área”, acrescenta.

O estande do Sebrae dentro da feira terá 504 m², onde serão expostos e disponibilizados produtos artesanais associados aos segmentos da música, moda e cultura, entre outros. Terá destaque também a comercialização de peças contempladas pelo Prêmio Sebrae TOP 100 de Artesanato, que tem o objetivo de identificar e premiar produtores de todo país.

"Este ano, o Sebrae traz uma ilha com diversificação empreendedora, que possibilita mostrar a riqueza do artesanato baseado na inovação e valorização da economia criativa, integrando elos representados por artesanato, moda e música. Em um só lugar, os lojistas e visitantes vão encontrar 28 unidades produtivas desses segmentos no Armazém Sebrae, e produtos de artesãos do Prêmio TOP 100 de Artesanato, promovido pelo Sebrae em todo o país, além de um espaço para aproximar artesãos e lojistas para fomentar a geração de negócios", comenta Ana Cláudia Dias, diretora técnica do Sebrae em Pernambuco.

Espaços - Vinte oito expositores vão ter 168 m² para expor seus produtos no Armazém Sebrae de Artesanato, vindos de cidades como Serra Talhada, Goiana, Ponta de Pedra, Caruaru, Camaragibe, Recife e Olinda. Todos eles foram escolhidos por uma curadoria do Sebrae, formada por gestores de artesanato. As paredes externas do Armazém vão exibir, em quatro TVs de 40 polegadas, vídeos de artesãos que tiveram uma melhoria na produção, após intervenção do Sebrae. Os tipos de artesanato disponíveis para venda incluem produtos em madeira, cerâmica, tecido, couro, materiais reciclados, marchetaria, artes plásticas, pedra, resina e papel machê.

Encontro de Negócios

Outro espaço de destaque será o Encontro de Negócios, sala destinada à realização de negócios entre artesãos e compradores. Nesse espaço, os produtores também vão ser atendidos por consultores, podendo tirar dúvidas sobre o segmento e conhecer as ações do Sebrae com foco no mercado do artesanato.

No estande também haverá a Mostra Conceito: Economia Criativa, com produtos de referência de empresários pernambucanos que atuam no segmento. A exposição também vai apresentar casos de sucesso de empresas locais que tiveram atendimento do Sebrae. Também está prevista a Mostra Conceito: Inovação e Tecnologia Aplicada ao Artesanato, que vai apresentar a inovação como premissa para que o artesanato possa crescer e ganhar mercado, mas sem perder a essência de tradição e sustentabilidade. Nela, o público vai poder conhecer como funciona a aplicação de impressão 3D no desenvolvimento de peças artesanais.

A área destinada ao Sebrae vai contar ainda com um videowall, um composto de oito monitores que vão apresentar aos visitantes diferentes sugestões de utilização de artesanato em ambientes criados por arquitetos. Por meio do vídeo, será possível entender a aplicação do artesanato em locais que valorizam produtos artesanais associados ao design.

Veja maisVeja mais